Início / Fale Conosco / Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes

O que é o PROL?

É um programa que tem por objetivo incentivar a reciclagem e aproveitamento do óleo de cozinha



Jogar óleo nos ralos provoca entupimentos?

Jogar óleo nos ralos provoca entupimentos nas instalações internas e nas próprias redes de coleta de esgotos. Restos de lixo, muitas vezes jogados indevidamente pela população, aglutinam-se com o óleo e formam uma barreira rígida de sujeira.
 



O que é pior o óleo destinado incorretamente nos rios ou a soda cáustica usada na fabricação do sabão caseiro?

A soda cáustica não é lançada nos corpos d’água e sim sabão que é o resultado da reação da soda com o óleo. A soda cáustica (hidróxido de sódio) é usada na fabricação de sabão em pedra, industrial ou caseiro. O sabão é um sal de ácidos graxos. Trata-se de um exemplo da reação clássica: ácido + base = sal + água., na qual a base (ou álcalis) é a soda (pode também ser a barrilha - carbonato de sódio ou a potassa - hidróxido de potássio); o ácido provem de fonte de gordura vegetal (em geral óleos de côco ou soja) ou animal (sebo). A quantidade de soda é a necessária para reação com os grupos carboxilicos dos ácidos e, portanto praticamente não há soda livre. Mesmo que houvesse, a soda vai apenas tornar o pH da água um pouco mais alcalino e isto não se compara em termos de impacto ao lançamento de óleo na água.



Qual o impacto do óleo de fritura caso atinja corpos d’água?

O óleo de fritura caso atinja corpos d’água (rios, lagos e mares) é degradado pelos microorganismos presentes, em especial as bactérias, que neste processo consomem o oxigênio dissolvido presente. A escassez do oxigênio provoca a morte da fauna aquática como peixes, crustáceos e moluscos que precisam respirar. Há ainda outro impacto associado à viscosidade e tensão superficial do óleo que conduz a formação de filme flotante na superfície, que atua como barreira, prejudicando a aeração pelo vento. No solo, o óleo também é prejudicial, causando proliferação indesejável de microorganismos e fermentação e até danos ao sistema radicular de plantas, em caso de grandes volumes.



O óleo de fritura é biodegradável?

O tempo para sua biodegradação do óleo depende das condições do ambiente, envolvendo a concentração de bactérias e outros microorganismos, temperatura, oxigênio dissolvido etc. Em meio aquático e aerado, isto é em geral mais rápido que no solo. A composição do óleo, a base de ésteres de ácidos graxos não o torna particularmente difícil de ser degradado. Contudo, a sua insolubilidade em água reduz o contato do óleo com os microorganismos capazes de digerir e degradar as gotas de óleo em emulsão. Por isto o sabão fabricado a partir do óleo é mais prontamente degradado que o próprio óleo e gera menos impacto, não obstante ser espumógeno, contribuindo para formação de espuma em águas agitadas por efeito de desníveis.



O que mais prejudica o meio ambiente: Óleo de fritura ou sabão?

Embora o sabão provoque espuma, de um modo geral o óleo é mais prejudicial. Cabe destacar que hoje em dia boa parte do óleo de fritura coletado em programas de fomento como o PROL, é destinado à fabricação de biodiesel, um combustível alterantivo menos poluente e que gera poucas emissões líquidas de gás carbônico (principal causador do aquecimento global), uma vez que este é absorvido pelas plantas oleaginosas no processo de fotossíntese. Ou seja, se reduz o custo de matéria-prima e ao mesmo tempo, os impactos decorrentes da produção de soja



Sabesp na sua região

Digite o nome do município onde você mora e conheça o trabalho que a Sabesp faz nessa região.