Notícias

Audiência pública do projeto da PPP do Sistema São Lourenço

 13/06/2012 às 16:00

PPP São LourençoA Sabesp realizou nesta terça-feira, 12 de junho, audiência pública para apresentar o projeto de Parceria Público-Privada do Sistema Produtor de Água São Lourenço. Este sistema será responsável por levar à população mais 4,7 mil litros de água por segundo, beneficiando cerca de 1,3 milhão de habitantes da zona oeste da Região Metropolitana de São Paulo.

A audiência foi aberta pela diretora-presidente da Sabesp, Dilma Pena, que ressaltou em seu pronunciamento a importância deste novo sistema para a população. “Esta é uma iniciativa da Sabesp visando à segurança do abastecimento na Região Metropolitana de São Paulo, uma região de escassez hídrica em que a prestação dos serviços de água é crescentemente complexa”, destacou Dilma Pena, lembrando na sequência os investimentos já realizados por meio da PPP Taiaçupeba, que já aumentou em 5 mil litros por segundo a oferta de água pelo Sistema Alto Tietê.

Segundo a diretora-presidente, as Parcerias Público-Privadas foram um grande invento administrativo e é utilizado pela empresa – sempre que for a melhor opção – para chegar à universalização dos serviços. Dilma Pena lembrou ainda outras frentes de atuação para garantir o fornecimento de água à população, entre elas as ações para redução de perdas de água, dentro do Programa Corporativo que conta com financiamento do governo do Japão.

Estiveram presentes à audiência pública os diretores João Baptista Comparini (Tecnologia, Empreendimentos e Meio Ambiente), Paulo Massato (Metropolitano), Luiz Paulo de Almeida Neto (Sistemas Regionais) e Rui de Britto Álvares Affonso (Econômico-Financeiro e de Relações com Investidores).

O projeto
A apresentação do projeto da PPP São Lourenço foi feita pelo diretor João Comparini, que deu detalhes técnicos e falou dos benefícios e vantagens da iniciativa, realizada em conjunto por todas as diretorias da Sabesp. “É um projeto de extrema importância para a Região Metropolitana de São Paulo e para a própria Sabesp, visando ao abastecimento de toda a região”, destacou ele.

O diretor afirmou que o quadro de escassez hídrica já obriga a importação de água de outras regiões e, mesmo com a ampliação da oferta já obtida no Sistema Alto Tietê e, dentro de aproximadamente quatro anos e meio, com o Sistema São Lourenço, esse cenário não deve mudar. “A Região Metropolitana de São Paulo continuará demandando água e outros projetos serão desenvolvidos.
Novas ampliações dependem de análises mais globalizadas”, avaliou.

Após a apresentação, a audiência foi aberta a perguntas do público presente, formado principalmente por representantes da iniciativa privada interessada no projeto. Para responder às questões, compuseram a mesa o superintendente para Gestão de Empreendimentos, Silvio Leifert, o superintendente de Captação de Recursos e de Relações com Investidores, Mario Azevedo de Arruda Sampaio, o superintendente de Produção de Água da Metropolitana, Marco Antonio Lopez Barros, e o advogado da Superintendência Jurídica, Milton Luiz Louzada Maldonado.

A partir de agora até 11 de julho, o projeto entra em fase de consulta pública. Encerrado este período, deve ser aberta a licitação. 

marcador Mais informações em: www.sabesp.com.br/pppsaolourenco
 

Publicado em 12 de junho de 2012

Este conteúdo te ajudou?
9 4
Compartilhe Imprima

Buscar em Noticias


Por data: de:   dd/mm/aaaa

até:  dd/mm/aaaa

Sabesp na sua região

Digite o nome do município onde você mora e conheça o trabalho que a Sabesp faz nessa região.

Clubinho Sabesp

 

Simuldor de consumo