Notícias

Foz do Brasil e Sabesp inauguram o maior projeto de água de reúso do Brasil

 29/11/2012 às 10:30

A Foz do Brasil e a Aquapolo AmbientalSabesp inauguram nesta quinta-feira, 29 de novembro, o maior projeto de água de reúso para fins industriais do Brasil. O Aquapolo Ambiental, com capacidade para produzir até 1.000 litros por segundo de água de reúso, abastecerá o Polo Petroquímico de Capuava, em Mauá (ABC). Esse volume é equivalente ao consumo de água potável de 300 mil moradores – uma cidade do porte de Guarujá.

O projeto também terá importante contribuição para o mercado de trabalho do ABC. A oferta de uma água de reúso de qualidade, feita sob medida para as indústrias, reduz custos e aumenta a vida útil dos equipamentos, o que garante a permanência das fábricas na região e permite a expansão de suas plantas e contratação de novos funcionários. Atualmente o polo petroquímico emprega mais de 25 mil pessoas.

O Aquapolo foi criado em 2010 pela Foz do Brasil (empresa de soluções ambientais da Organização Odebrecht) e Sabesp. Para sua implantação, uma nova empresa foi criada, a Aquapolo Ambiental. O investimento de R$ 364 milhões, que entra agora em operação, inclui uma estação de produção de água de reúso para fins industriais, uma adutora (grande tubulação) de 17 km e 3,6 km de redes de distribuição.

A água de reúso industrial é produzida a partir do esgoto tratado. Esse efluente, que seria devolvido à natureza dentro das condições exigidas pela legislação, passa por um novo tratamento, complementar, com tecnologia de ponta, que inclui membranas de ultrafiltração e osmose reversa. A implantação do projeto foi viabilizada pela Braskem, que consumirá 65% da capacidade do Aquapolo, o que equivale a 650 litros por segundo. O fornecimento para a indústria está garantido por 41 anos.

O Aquapolo reúne características que o tornam um dos projetos mais inovadores do país, pois conjuga responsabilidade socioambiental e desenvolvimento econômico. “A iniciativa comprova que esse modelo de parceria, entre as esferas pública e privada, é um importante meio para equacionar questões ambientais e de saneamento no país”, declara Fernando Reis, presidente da Foz do Brasil. A estrutura que produzirá a água de reúso foi construída dentro da área da Estação de Tratamento de Esgotos ABC, da Sabesp, na divisa entre São Paulo e São Caetano do Sul. A adutora passa por São Paulo, São Caetano do Sul e Santo André até chegar ao polo, em Mauá, onde a água é distribuída às indústrias.

A iniciativa possibilitará que a Sabesp aumente a oferta de água potável para a Região Metropolitana de São Paulo, já que o volume usado pelo Polo Petroquímico será substituído pela água de reúso para fins industriais. Deixarão de ser usados mensalmente 450 milhões de litros de água tratada, o que corresponde a 175 piscinas olímpicas.

“A água de reúso é uma solução de futuro. Ela contribui para garantir a segurança no abastecimento na Região Metropolitana de São Paulo, onde há baixa disponibilidade hídrica”, afirma Dilma Pena, diretora-presidente da Sabesp. A Grande SP tem em média 140 mil litros de água por habitante por ano – menos de 10% do que a ONU considera ideal.

Para abastecer os 20 milhões de moradores dessa região, a Sabesp investe em uma série de iniciativas, além da água de reúso. No último dia 8, foi lançado o edital de um novo sistema produtor de água, o São Lourenço. O investimento estimado de R$ 1,68 bilhão será feito por meio de PPP (Parceria Público-Privada) e beneficiará 1,5 milhão de pessoas.

O estímulo ao uso racional da água para evitar o desperdício também faz parte da estratégia. Nos últimos dez anos, as ações reduziram o consumo médio per capita na Grande SP em 14,3%. Outra ação é o combate às perdas. O investimento até o fim da década será de R$ 1,9 bilhão e inclui um financiamento inédito, assinado neste ano, de US$ 440 milhões com a agência de fomento do governo japonês, a Jica. O país é referência mundial no tema.


Ganho socioeconômico e ambiental

Aquapolo AmbientalAo fornecer água de qualidade, adequada aos fins industriais e a preços competitivos, o Aquapolo possibilita que o Polo Petroquímico, que completa 40 anos em 2012, aumente sua competitividade e amplie a vida útil de seus equipamentos. “O maior benefício é ambiental, mas para as empresas há também vantagens operacionais e econômicas”, diz Marcos Asseburg, diretor da Aquapolo Ambiental.

“Os objetivos e características do Aquapolo estão perfeitamente alinhados à estratégia de sustentabilidade da Braskem, que inclui a busca pela ecoeficiência na produção com o menor impacto ambiental possível”, afirma Jorge Soto, diretor de Desenvolvimento Sustentável da Braskem.


Tecnologia de ponta

A matéria-prima da água de reúso para fins industriais é o esgoto tratado. Esse efluente atende a todos os padrões das resoluções 357 e 430 do Conama, do Ministério do Meio Ambiente. Isto é, o efluente está enquadrado em todos os padrões de qualidade para lançamento nos corpos hídricos. Para o uso industrial, o efluente passa por um novo tratamento com tecnologia de ponta. Primeiro, ele é captado e bombeado para filtros de disco, onde ocorre filtração. Segue então para o TMBR – tanque com biorreator –, que permite o tratamento terciário a partir de membranas de ultrafiltração, retendo sólidos e até bactérias. A osmose reversa é o passo seguinte para baixar a salinidade da água e outros elementos, tornando o produto próprio para o uso industrial.


Reconhecimento internacional

Mesmo antes do início de suas operações, o Aquapolo já contava com o reconhecimento internacional. Em abril de 2011, o projeto foi o segundo colocado no Global WaterAwards, prêmio que destaca iniciativas inovadoras em abastecimento e saneamento. A seleção foi feita entre 40 trabalhos de todo o mundo, por executivos de empresas que atuam no segmento água de diversos países e representantes de entidades do setor. O projeto é também um dos três finalistas do Prêmio ANA 2012 na categoria Empresas, concedido pela Agência Nacional de Águas às iniciativas bem sucedidas em uso inteligente do recurso.

 

Conheça o esquema e transformação da água de reúso. Clique na imagem para ampliar


 

Este conteúdo te ajudou?
17 2
Compartilhe Imprima

Buscar em Noticias


Por data: de:   dd/mm/aaaa

até:  dd/mm/aaaa

Sabesp na sua região

Digite o nome do município onde você mora e conheça o trabalho que a Sabesp faz nessa região.