Início / Agência de Notícias

Notícias

Sabesp garante mais R$ 1 bilhão para obras de abastecimento de água e tratamento de esgoto

 25/10/2013 às 15:00

Estação de Tratamento de Água HortolândiaA Sabesp garantiu mais R$ 1,022 bilhão para investimentos em fornecimento de água potável e tratamento de esgoto. As obras vão trazer mais qualidade de vida para os moradores da capital, da Grande São Paulo, da Baixada Santista e das cidades de Hortolândia, Itatiba, Monte Mor e Paulínia.

O dinheiro virá de financiamentos com recursos do FAT e do FGTS. A Sabesp teve 18 projetos aprovados. Serão destinados R$ 809 milhões para obras de coleta e tratamento de esgoto e outros R$ 213 milhões para abastecimento de água potável. A companhia assegurou 25% do total de verbas do FAT/FGTS. O anúncio foi realizado nesta quinta-feira (24 de outubro), durante evento em Brasília.

“As obras vão garantir a segurança no abastecimento de água e ampliar a coleta e o tratamento de esgoto nas cidades atendidas pela companhia, assegurando mais saúde e qualidade de vida para a população e ganhos para o meio ambiente”, afirmou a diretora-presidente da Sabesp, Dilma Pena.

Os financiamentos divulgados nesta quinta fazem parte dos investimentos da Sabesp para universalizar o saneamento nas 364 cidades em que atua. Isso significa manter os atuais 100% de fornecimento de água e oferecer coleta e tratamento de esgoto para os clientes das áreas regulares.

Em 310 municípios do interior paulista, esse objetivo ousado será atingido já em 2014; no litoral, a meta será alcançada em 2016/2017; na Grande São Paulo, esse patamar será atingido até o final da década.

Para tanto, a empresa está investindo anualmente R$ 2,5 bilhões em obras. Isso corresponde a mais de 30% de tudo que é investido por ano no Brasil em saneamento básico (R$ 8 bilhões). É importante destacar que a companhia atende a 13% da população brasileira. Esse investimento poderia ser ainda maior se tributos como PIS/Pasep, Cofins e Imposto de Renda deixassem de ser cobrados do fornecimento de água, assim como acontece com telefones celulares e até o escritório da Fifa para a Copa no Brasil. No caso da Sabesp, sobraria R$ 1,2 bilhão a cada ano para investir.

Estação de Tratamento de Esgoto TremembéCom os recursos liberados agora, serão beneficiadas diretamente as seguintes cidades atendidas pela companhia:

- Região Metropolitana de SP: Barueri, Carapicuíba, Cotia, Embu-Guaçu, Francisco Morato, Franco da Rocha, Itapevi, Santana de Parnaíba, São Bernardo do Campo, São Paulo e Vargem Grande Paulista;

- Baixada Santista: Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande e Santos;

- Interior: Hortolândia, Itatiba, Monte Mor e Paulínia.


Mais água de qualidade para a população


A Sabesp assegurou financiamentos num total de R$ 213 milhões para executar obras de fornecimento de água potável. São 9 projetos, alguns com benefícios para mais de um município.

Confira o que será feito:

Região Metropolitana de São Paulo

São Paulo


A região de Perus ganhará um novo reservatório para armazenar 5 milhões de litros de água e redes de água nas ruas

Barueri

Ganhará um reservatório no Jardim Tupã, capaz de guardar 10 milhões de litros de água

Carapicuíba

Receberá um novo reservatório para 10 milhões de litros de água na região da Vila Dirce

Cotia

A região central receberá um novo reservatório para armazenar 10 milhões de litros de água tratada

Embu-Guaçu

Será instalado um novo reservatório com capacidade para armazenar 2,5 milhões de litros de água
Francisco Morato Receberá duas unidades de bombeamento, responsáveis por fazer a água chegar até as áreas mais altas dos bairros Liliane e Parque 120

Franco da Rocha

Serão construídos dois novos reservatórios, que vão armazenar um total de 5 milhões de litros de água

Itapevi

Ganhará um reservatório com capacidade para guardar 10 milhões de litros de água tratada

Santana de Parnaíba 

Um novo reservatório para armazenar 10 milhões de litros e redes de água nas ruas da cidade

São Bernardo do Campo 

Os recursos vão permitir que a Estação de Tratamento Rio Grande, que abastece o município, aumente a produção de água

Vargem Grande Paulista

Será instalado um novo reservatório com capacidade para guardar 5 milhões de litros de água

Baixada Santista

Praia Grande 

A cidade ganhará o reservatório Melvi, que vai armazenar 25 milhões de litros de água

Interior

Itatiba


Serão instaladas novas adutoras (grandes tubulações) de água tratada

Monte Mor 

Receberá um pacote de obras para captação e tratamento de água, com novas tubulações, equipamentos de bombeamento e aumento na capacidade da Estação de Tratamento, beneficiando toda a cidade

Paulínia

Será ampliada a Estação de Tratamento, garantindo mais água de qualidade para os moradores

Coleta e tratamento de esgoto para todos

A outra parte dos financiamentos será utilizada em obras de coleta e tratamento de esgoto. Serão R$ 809 milhões em 9 projetos, com benefícios diretos para o rio Tietê, as praias da Baixada Santista e os rios da região de Campinas.

Saiba o que será executado:

Esgoto

Região Metropolitana de São Paulo

São Paulo 

As regiões do Anhangabaú, no centro, e de Itaquera, na zona leste, receberão grandes tubulações (coletores-tronco e interceptores) para enviar o esgoto para tratamento

Estação de Pré CondicionamentoBaixada Santista

Itanhaém
 

Serão instalados na cidade redes e coletores para enviar os esgotos até a Estação de Tratamento

Mongaguá 

Novas redes e coletores serão implantados, transportando os esgotos até o tratamento


Peruíbe 

A cidade receberá redes, coletores e estações de tratamento de esgotos

Praia Grande

Receberá redes e coletores para enviar os esgotos para tratamento

Santos O bairro do Caruara receberá as tubulações que levarão o esgoto dos moradores para tratamento

Interior

Hortolândia


Implantação de redes coletoras e ligações residenciais de esgoto

Itatiba

A cidade ganhará uma estação para tratar o esgoto, no Nova Esperança, e coletores-tronco no Jardim Esplanada e no Parque São Francisco

Mais saúde e valorização dos imóveis


O investimento em saneamento é garantia de mais saúde para a população. Entre os principais benefícios de ter coleta e tratamento de esgoto está a redução dos gastos em saúde e da mortalidade infantil. O índice no Estado de São Paulo em 2011 ficou em 11,5 óbitos de crianças com menos de um ano a cada mil nascidas vivas, contra 31,2 em 1990. A queda foi de 63% nesse período. Um estudo da OMS (Organização Mundial da Saúde) também corrobora os benefícios: mostra que, para cada R$ 1 investido em saneamento, são economizados R$ 4 com gastos em saúde.

O acesso à rede de esgoto garante ainda valorização média de 18% no valor dos imóveis, de acordo com a Fundação Getulio Vargas e o Instituto Trata Brasil.

Este conteúdo te ajudou?
2 1
Compartilhe Imprima

Buscar em Noticias


Por data: de:   dd/mm/aaaa

até:  dd/mm/aaaa

Sabesp na sua região

Digite o nome do município onde você mora e conheça o trabalho que a Sabesp faz nessa região.

Agência de Notícias

Agência de Notícias