Notícias

Sabesp seguirá determinação da Agência Nacional de Águas para retirada de água do Sistema Cantareira

 07/03/2014 às 10:00

A Sabesp informa que seguirá a determinação dos órgãos reguladores do Sistema Cantareira – Agência Nacional de Águas (ANA) e Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) – e reduzirá a retirada de água das represas de 31 mil litros por segundo para 27,9 mil L/s. A medida será adotada assim que a companhia for notificada e dentro das condições que forem estabelecidas.

A empresa esclarece que está tomando todas as providências para manter a normalidade do abastecimento de seus clientes na Grande São Paulo. Uma das medidas adotadas foi o incentivo financeiro à economia de água (bônus). Com a rápida adesão dos moradores, no primeiro mês de vigência do incentivo, a população diminuiu sua demanda de água em 2.400 litros por segundo. Isso significa um volume de água suficiente para atender mais de 800 mil pessoas, equivalente à população de São Bernardo do Campo. Além disso, a Companhia já está utilizando outros sistemas para abastecer parte da população atendida pelo Cantareira.

Hoje, até 1,6 milhão de pessoas recebem água dos Sistemas Alto Tietê e Guarapiranga. A empresa contratou ainda o serviço de semeadura de nuvens para estimular as chuvas na região das represas do Sistema Cantareira. Outra medida adotada foi a autorização, pelo governador Geraldo Alckmin, para a Sabesp utilizar a reserva estratégica de água das represas do Sistema Cantareira. As 17 bombas para a captação dessa água já estão sendo fabricadas. O investimento previsto é de R$ 80 milhões, com início da operação previsto para daqui a 60 dias. As obras civis começam na próxima semana. A companhia tem aplicado todos os esforços e recursos financeiros e tecnológicos para garantir a segurança no abastecimento de 20 milhões de moradores da Região Metropolitana de São Paulo. A empresa investe de forma contínua e planejada em ações de fornecimento de água. Desde 2004, foram aplicados R$ 9,2 bilhões em ações como:

- ampliação em 10 mil litros por segundo da produção de água no Sistema Alto Tietê;

- campanhas de conscientização e de comunicação para incentivar o uso racional da água, principalmente em escolas. Como resultado, o consumo de água per capita caiu 11% em 10 anos;

- aumento na oferta de água de reúso, uma alternativa inteligente e eficiente para substituir a água potável em processos industriais. Saímos de um patamar de 50 L/s, em 2004, para 700 L/s, em 2014;

- construção do novo sistema produtor de água São Lourenço, uma PPP com investimento de R$ 2,21 bilhões e que vai adicionar mais 4.700 litros de água potável a cada segundo;

- redução no índice total de perdas da companhia em 10 pontos percentuais. Significa que foi recuperada água suficiente para abastecer 3 milhões de pessoas todos os dias. O indicador da Sabesp está entre os melhores do Brasil. Firmou ainda parceria com o Japão, país com o melhor indicador do mundo, para treinamento de profissionais e aquisição de equipamentos.

Este conteúdo te ajudou?
12 4
Compartilhe Imprima

Buscar em Noticias


Por data: de:   dd/mm/aaaa

até:  dd/mm/aaaa

Sabesp na sua região

Digite o nome do município onde você mora e conheça o trabalho que a Sabesp faz nessa região.

Agência de Notícias

Agência de Notícias