Notícias

Caixa retentora de gordura

 21/10/2016 às 18:30

Para evitar entupimentos das redes coletoras de esgoto, é imprescindível que os imóveis, principalmente restaurantes, utilizem a caixa retentora de gordura.  O equipamento impede que a gordura e o óleo, gerados no processo de manipulação de alimentos, sejam encaminhados para as tubulações e garante que somente o esgoto seja coletado, afastado e levado para uma estação de tratamento.

De acordo com o artigo 15 do decreto estadual 12342/78, o uso da caixa retentora de gordura é obrigatório em hospitais, hotéis e restaurantes.  Quando o estabelecimento não possui o equipamento, toda gordura descartada pelo ralo da pia é levada diretamente para a tubulação, causando entupimentos. Para os locais que não possuem o dispositivo, o correto é a retirada da comida de pratos e travessas antes de lavá-los e o armazenamento do óleo de fritura usado em garrafas pet para levar em postos de coleta.

“O lançamento irregular de gordura nas tubulações de esgoto pode ocasionar represamento e obstrução gerando o refluxo [retorno do efluente para dentro do imóvel]. O resíduo acumulado, também chamado de borra, vai se petrificando e se misturando a outros materiais, inclusive panos, fraldas e até roupas íntimas, que são jogados indevidamente no vaso sanitário. O ideal é que cada estabelecimento colete e descarte esses resíduos corretamente, antes que cheguem à rede coletora pública”, explicou Nilton Zaniboni, engenheiro sanitarista da Sabesp.

Mas não basta utilizar a caixa retentora de gordura sem limpá-la. A manutenção e retirada dos resíduos retidos pelo equipamento devem ser realizados constantemente. A Sabesp não é responsável pela instalação e manutenção do dispositivo, ficando a cargo do proprietário do imóvel tomar tais providências. 

Este conteúdo te ajudou?
5 3
Compartilhe Imprima

Buscar em Noticias


Por data: de:   dd/mm/aaaa

até:  dd/mm/aaaa

Sabesp na sua região

Digite o nome do município onde você mora e conheça o trabalho que a Sabesp faz nessa região.