Notícias

Sabesp é destaque com projeto de reúso da água

 26/03/2018 às 17:00


Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) ABC, onde se encontra o Aquapolo Ambiental

A água de reúso produzida pelo Aquapolo Ambiental, empresa criada pela Sabesp em parceria com a BRK Ambiental, foi destaque durante o 8º Fórum Mundial da Água, em Brasília, e também no Jornal Nacional da última sexta-feira (23). Considerado um dos maiores projetos do ramo, no mundo, iniciativa transforma 20% do esgoto tratado na estação ABC em água com qualidade para fins industriais, poupando os mananciais que abastecem a população.

A Estação de Tratamento de Esgotos (ETE), em questão, atende 1,5 milhão de pessoas da Capital e do ABC, tratando uma média de três mil litros de esgoto por segundo. Todo esse efluente, até 2012,  era devolvido à natureza, o que mudou com a inauguração do Aquapolo Ambiental.

“Anteriormente todo o efluente tratado nós mandávamos para um córrego aqui perto, um corpo d’água aqui perto. Hoje, 20% desse esgoto tratado, nós mandamos para o Aquapolo. O Aquapolo faz um pós-tratamento e destina para os seus clientes finais”, conta o superintendente de tratamento de esgoto da Sabesp, Nivaldo da Costa Júnior ao Jornal Nacional.

No Aquapolo, parte do esgoto tratado na ETE ABC passa por um sistema para eliminação de bactérias e por uma ultrafiltragem com membranas - tecnologia utilizada em países como Estados Unidos, Israel e Cingapura para a retenção de sólidos e bactérias imperceptíveis a olho nu. Em seguida, o efluente passa pelo sistema de osmose reversa, ou inversa, em tubulações com membranas e alta pressão para a separação de minerais. Por último, é realizada mais uma desinfecção.

O resultado final é uma água com ótima qualidade e adaptada para uso industrial, que é destinada ao polo petroquímico do ABC, em Mauá, e outras indústrias pelo caminho. Dessa forma, evita-se que água potável seja usada para fins que não sejam o consumo humano.

Vale destacar, também, que essa iniciativa não ocorre somente na ETE ABC, onde se encontra o Aquapolo Ambiental. Dentro da Sabesp, a água de reúso também é produzida nas estações Parque Novo Mundo, São Miguel, Barueri e Jesus Netto, e é utilizada para outros fins não potáveis como rega de jardins e lavagem de ruas.

Veja a reportagem completa do Jornal Nacional clicando aqui. 

Este conteúdo te ajudou?
77 0
Compartilhe Imprima

Buscar em Noticias


Por data: de:   dd/mm/aaaa

até:  dd/mm/aaaa

Sabesp na sua região

Digite o nome do município onde você mora e conheça o trabalho que a Sabesp faz nessa região.