Notícias

Sabesp usa arte para fortalecer o relacionamento com comunidades e conscientizar a população

 16/05/2018 às 15:58


Muro da Estação de Tratamento de Esgotos Humaitá, em São Vicente, após ação da Sabesp

Dar cor ao que era cinza, evitar depredações e invasões, fortalecer o relacionamento e conscientizar a população. Com a ajuda de jovens e adultos de comunidades, além de parcerias com artistas plásticos, a companhia tem revitalizado muros e reservatórios de suas áreas por meio da pintura, em especial o grafite.

A última obra finalizada aconteceu na Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) Humaitá, em São Vicente, no litoral paulista, e teve como tema a “Mata Atlântica”. O local sofria com o descarte indevido de lixo e também costumava ser invadido por jovens da comunidade próxima que buscavam um local para brincar. Sendo assim, funcionários da Sabesp tiveram a ideia de promover a pintura do muro de 73 metros da estação para conscientizar a população e garantir a segurança dos pequenos.

O trabalho, que durou cerca de três semanas, chama-se “Há flores em tudo que eu vejo” e faz parte do projeto “Sabesp na Comunidade”, desenvolvido pela companhia na Baixada Santista. Os desenhos foram criados pela artista visual e muralista Simone Anjos, que, juntamente com uma equipe de outros três artistas plásticos e educadores, treinou e orientou uma turma de 50 jovens entre 7 e 16 anos durante oficinas realizadas em uma igreja local.

Nesta primeira etapa, as crianças aprenderam a preparar os estêncils que seriam utilizados no trabalho. Posteriormente, todas deixaram sua marca pintando o extenso muro da Sabesp.


“É muito legal e dá orgulho. É uma oportunidade para que os jovens aprendam uma profissão e, para a Sabesp, de que eles se conscientizem”, disse Alexandro Castelão Santos, técnico de segurança do trabalho na companhia e um dos idealizadores do projeto. “É muito emocionante ver o muro do nada se transformar em um mural. É grandioso e gratificante”, completou Jandson Manoel Silva, encarregado na Sabesp e outro realizador da iniciativa.

Arte que conscientiza

A mesma iniciativa já foi realizada em outros locais onde a Sabesp se encontra. Em Avaré, por exemplo, um projeto chamado “Sabesp Colorida”, que teve início na unidade central da empresa na Região Metropolitana de São Paulo, revitalizou o reservatório Bahia por meio de grafites durante as comemorações do Dia Mundial da Água, em 22 de março deste ano. Tendo “O ciclo da água” como tema, os desenhos foram feitos por cerca de 200 estudantes de escolas públicas do 3° e 4° ano.

Ação semelhante também coloriu várias instalações da Sabesp em Hortolândia. Em 2012, cara nova foi dada a um tanque da companhia e ao muro do reservatório Nova Europa. Em 2013, o projeto “Cor, vida e esperança” uniu grafiteiros de vários estados brasileiros e mais de 50 crianças carentes durante a pintura do muro da Estação de Tratamento de Água (ETA) de Hortolândia. Em 2014, foi a vez do muro do reservatório São Bento. No ano passado, por sua vez, os beneficiados foram o reservatório elevado Santa Clara e o muro do reservatório Santiago.

Vale destacar, ainda, que, em 2017, uma grande ação envolvendo uma área da Sabesp aconteceu na zona norte da Capital Paulista. Durante a 5° edição do projeto “Cultura e Conceito” idealizado pela artista plástico Dinas Miguel, que teve como tema “Água, Arte e Sustentabilidade”, um muro de 800 metros da companhia se transformou em um enorme painel de grafites. A iniciativa contou com a participação de, aproximadamente, 80 aprendizes de Fábricas de Cultura, mais de 40 grafiteiros convidados, além de outros apoiadores.


Muro da Sabesp, na zona norte de São Paulo, após grafite realizado durante a 5° edição do projeto “Cultura e Conceito”

 

 

Este conteúdo te ajudou?
36 0
Compartilhe Imprima

Buscar em Noticias


Por data: de:   dd/mm/aaaa

até:  dd/mm/aaaa

Sabesp na sua região

Digite o nome do município onde você mora e conheça o trabalho que a Sabesp faz nessa região.