Notícias

Mais de 17 mil serviços de desentupimento de esgotos foram realizados na Baixa Santista

 29/12/2020 às 00:00

Na Baixada Santista, a Sabesp possui mais de 3,6 mil km de tubulações (entre redes coletoras, coletores e emissários) e 18 estações de tratamento e precondicionamento, entre outros equipamentos, como 320 unidades para bombeamento (elevatórias), que compõem os sistemas de esgotamento sanitários das nove cidades desta região metropolitana. 

No entanto, a eficácia desta infraestrutura e com isso a garantia dos benefícios que ela permite dependem de um conjunto de ações que vão além das responsabilidades da Companhia e são da mesma forma essenciais para a sua operação. O mau uso das redes de esgoto, por exemplo, causa danos que rapidamente prejudicam não somente o funcionamento do sistema, mas principalmente o bem estar da população local.

Ao longo de 2020, as equipes realizaram rotineiramente serviços para limpeza preventiva e desobstrução das tubulações, sendo que o fluxo natural dos rejeitos não entupiria se não recebesse inadequadamente materiais sólidos, como cabelo, papel, preservativo, fio dental, plásticos, tecidos entre os mais variados itens encontrados pelos técnicos durante as manutenções. Neste ano foram aproximadamente 17 mil desobstruções em ramais e coletores de esgotos de toda a Baixada, o que representa uma média de 46,5 serviços realizados por dia. E ainda foi feita a limpeza em 102,4 quilômetros de tubulações. 

Os trabalhos da Sabesp vão além da implementação e aprimoramento dos equipamentos. A conservação e manutenção são contínuas, inclusive para identificar irregularidades nas ligações dos imóveis, que devem estar separadamente conectados ao sistema de esgotamento sanitário e às galerias de drenagem das águas pluviais, o que evita que o descarte irregular contamine rios, córregos e as praias. Para isso, existem métodos que comprovam se estão corretas as instalações sanitárias: em 2020 foram feitos 7.782 testes de corantes na região, além de 6.800 testes com uso de fumaça atóxica em Bertioga e Guarujá e 191,6 quilômetros de tubulações inspecionadas com este mesmo método nos demais municípios. E ainda assim chega lixo nas centenas de unidades para bombeamento (elevatórias) dos esgotos. Desta forma, foram feitas 2.461 limpezas somente em cestos de retenção de sólidos, além de 1.663 limpezas e desassoreamento das demais estruturas das estações elevatórias.

Maior programa de saneamento ambiental da costa brasileira - Desde 2007, por meio do Programa Onda Limpa já foram aplicados R$ 1,99 bilhão, sendo que uma 2ª Etapa de R$ 1,4 bilhão se encontra com obras em andamento e uma 3ª já prevista (e estimada em R$ 500 milhões) para buscar a universalização dos serviços de saneamento na região. Neste momento, estão acontecendo simultaneamente obras entre as cidades de Itanhaém, Mongaguá, Praia Grande e São Vicente, onde ao término dos contratos que giram em torno de R$ 600 milhões poderão ser executadas 18.893 novas ligações domiciliares. E é justamente nesses locais onde as novas tubulações já foram implantadas que a Empresa precisa fazer outro alerta diante de uma situação que vem sendo observada: a conexão inadequada feita pelo proprietário do imóvel a um trecho de rede que ainda não está em operação, o que acontece porque muitos endereços já receberam as redes, mas para colocá-las em carga é preciso concluir toda infraestrutura que ainda será interligada ao sistema de esgotamento sanitário existente.

A consequência disso é o retorno às residências e o extravasamento nas ruas. Por isso é importante destacar que no momento em que as equipes contratadas pelo Onda Limpa forem iniciar as ligações domiciliares haverá uma comunicação prévia aos imóveis, até para orientar as adequações internas que os proprietários devem providenciar para a correta separação da saída dos esgotos, da drenagem de águas pluviais.

E lembrando que a qualquer momento a população pode entrar em contato com a Sabesp, durante 24 horas, gratuitamente, pela Central de Atendimento, que atende nos telefones 0800 0550195 ou 195. Ou ainda pela Agência Virtual no www.sabesp.com.br ou no aplicativo para celulares e tablets iOS ou Android, que permite enviar fotos da ocorrência.

Agência móvel – Pelo quarto ano consecutivo, com objetivo de reforçar e agilizar o atendimento à população, a Sabesp disponibiliza na Baixada Santista uma van onde é possível negociar o pagamento de contas em atraso, atualizar cadastro, solicitar ligações de água e/ou esgotos, pedir revisão de consumo ou solicitar reparos nas redes da Companhia.

Até o fim da tarde desta terça-feira (29/12), das 9 às 16 horas, a Agência Móvel da Sabesp estará estacionada em frente à sede da Empresa em Itanhaém, na Rua Urcezino Ferreira, 280, no bairro Baixio. De lá partirá para Bertioga, onde ficará amanhã (quarta-feira, 30/12), das 9 às 16 horas, na Rua Manoel Gajo, 1155, no Parque Estoril. E no começo de janeiro de 2021, o veículo seguirá até o Carnaval para os demais municípios da Baixada Santista, quando se encerra o cronograma da temporada de verão.

Atendimento/Poupatempo – Em decorrência do feriado de Ano-Novo, não haverá expediente nas agências de atendimento da Sabesp que retomaram as atividades junto à reabertura dos postos Poupatempo de Guarujá, Praia Grande, Santos e São Vicente. Na quinta-feira, dia 31/12, assim como na sexta-feira e sábado, dias 1 e 2 de janeiro, as agências permanecerão fechadas. E reabrirão normalmente na segunda-feira, dia 4/1, das 9h às 17h. Lembrando que o atendimento presencial funciona nos quatro postos mediante agendamento de data e horário, obrigatório para ser atendido, pode ser feito pelo portal www.poupatempo.sp.gov.br ou aplicativo Poupatempo Digital.

 

Este conteúdo te ajudou?
1 0
Compartilhe Imprima

Buscar em Noticias


Por data: de:   dd/mm/aaaa

até:  dd/mm/aaaa

Sabesp na sua região

Digite o nome do município onde você mora e conheça o trabalho que a Sabesp faz nessa região.