No apartamento

Em apartamentos, em razão da variação da pressão da água, o consumo de água pode ser maior. Alguns condomínios adotam a medição individualizada para ter o controle e acompanhamento do volume utilizado.

A instalação de arejadores e redutores de pressão também colaboram com a economia. A seguir, apresentamos dicas e orientações importantes sobre o assunto:

 

No banho


PURAO banho deve ser rápido. Cinco minutos são suficientes para higienizar o corpo. A economia é ainda maior se, ao se ensaboar, você fechar o registro.

No caso de chuveiros que recebem água quente de aquecedores a gás ou elétricos situados fora do banheiro, a água demora alguns minutos para sair aquecida do chuveiro. A água que sai ainda fria pode ser armazenada em baldes, colocando-se o “chuveirinho” dentro dos mesmos. Quando a água começar a sair aquecida do chuveiro, fecha-se o “chuveirinho” e inicia-se o banho. 

No caso de banho com chuveiro elétrico, também em 15 minutos e com o registro meio aberto, são gastos 144 litros e 48 litros, respectivamente. A redução é de 96 litros de água. 


Ao escovar os dentes:

Se uma pessoa escova os dentes em 5 minutos com a torneira não muito aberta, gasta 80 litros de água. No entanto, se molhar a escova e fechar a torneira enquanto escova os dentes e, ainda, enxaguar a boca com um copo de água, consegue economizar mais de 79 litros de água.

Ao dar descarga

O vaso sanitário não deve ser usado como lixeira ou cinzeiro e nunca deve ser utilizado à toa, pois gasta muita água. Um vaso sanitário com válvula e tempo de acionamento de 6 segundos gasta cerca de 12 litros. Quando a válvula está defeituosa, pode chegar a gastar até 30 litros. Por esta razão, deve-se manter a válvula da descarga sempre regulada, consertando-se os vazamentos assim que forem notados. 

Desde 2001 há à venda no mercado vasos sanitários que gastam apenas 6 litros por descarga, e vasos sanitários com caixas acopladas que gastam entre 3 e 6 litros por descarga, dependendo da finalidade de sua utilização.

Sempre que possível, deve-se substituir os vasos sanitários antigos pelos atuais, muito mais econômicos. O valor gasto na substituição é compensado pela redução do consumo e, consequentemente, da conta de água. 

 

TorneiraAntes de lavar a louça, devem-se limpar os restos de comida dos pratos e panelas primeiramente com papel e, se necessário, com esponja e sabão. Somente depois, deve-se abrir a torneira para molhá-los.

Em seguida, ensaboa-se tudo o que tem que ser lavado e, então, abre-se a torneira novamente para novo enxágüe.

Num apartamento, lavando louça com a torneira meio aberta, em 15 minutos são utilizados 243 litros de água. Com o modo de lavar indicado acima, o consumo pode chegar a 20 litros. A redução é de 223 litros de água.

Se for utilizada uma lavadora de louças, o ideal é utilizá-la somente quando estiver cheia. Uma lavadora de louças com capacidade para 44 utensílios e 40 talheres gasta 40 litros de água.

 

Alimentos


Na higienização de frutas e verduras deve-se deixá-las durante 15 minutos numa vasilha com água e cloro, ou água sanitária de uso geral, na proporção de uma colher de sopa desses produtos para um litro de água.

Depois, as frutas e verduras devem ser deixadas durante 10 minutos numa vasilha com vinagre, na proporção de duas colheres de sopa de vinagre para um litro de água. Agindo-se assim, obtém-se uma ótima higienização, economizando-se o máximo de água possível.

Para lavar copos, deve-se ensaboá-los com esponja e depois enxaguá-los, procurando sempre evitar o desperdício de água. 

 

Roupa

 

Junte bastante roupa suja antes de ligar a máquina ou usar o tanque. Não lave uma peça por vez.

Se no seu apartamento as roupas são lavadas no tanque, deixe as roupas de molho e use a mesma água para esfregar e ensaboar. Use água nova apenas no enxágüe. E aproveite esta última água para lavar o terraço ou a área de serviço.

No tanque, com a torneira aberta por 15 minutos, o gasto de água pode chegar a 279 litros. O melhor é deixar acumular roupa, colocar a água no tanque para ensaboar e manter a torneira fechada. 

Caso use lavadora de roupas, procure utilizá-la cheia e ligá-la no máximo três vezes por semana.

A lavadora de roupas com capacidade de 5 quilos gasta 135 litros por lavagem. O ideal é usá-la somente com a capacidade total. 

 
Rega das plantasUse um regador para molhar as plantas dos jardins ao invés de utilizar a mangueira. 
 
Ao molhar as plantas durante 10 minutos o consumo de água pode chegar a 186 litros. Para economizar, a rega durante o verão deve ser feita de manhãzinha ou à noite, o que reduz a perda por evaporação. No inverno, a rega pode ser feita dia sim, dia não, pela manhã. Mangueira com esguicho-revólver também ajuda. Assim, pode-se chegar a uma economia de 96 litros por dia! 
 
 
Em tempos de crise hídrica, desative a piscina. Em épocas normais, algumas dicas: 
 
marcadorCaso haja uma piscina no condomínio, deve-se proceder da seguinte forma para manter a piscina limpa, sem desperdiçar a água da piscina:
 
marcadorLimpar as bordas (parte do revestimento interno acima da superfície da água) com produtos específicos (os chamados limpa-borda);
 
marcadorMedir o “ph” da água (indica a acidez da água), e corrigi-lo com o lançamento de produtos próprios, seguido de circulação da água;
 
marcadorApós verificar que o “ph” está correto, lançar na piscina produtos para desinfecção (cloro) e decantadores, que farão com que a sujeira se deposite no fundo; há no mercado produtos que contêm, num mesmo composto, cloro, decantador e clarificador;
 
marcadorFazer a circulação da água por cerda de 2 horas (essa duração depende do tamanho da piscina);
 
marcadorApós cerca de 12 horas, passar o aspirador de piscina no fundo da piscina, lentamente e sempre na mesma direção, até aspirar toda a superfície do fundo. Nesse procedimento, a água aspirada deve passar pelo filtro da bomba da piscina e retornar para a piscina (recirculação);
 
marcadorApós algumas aspirações o filtro fica cheio de impurezas e perde sua função. Nesse momento para-se com a recirculação da água aspirada e faz-se a lavagem do filtro, jogando a água de lavagem para a rede de águas pluviais. Esse procedimento pode durar cerca de 5 minutos, dependendo do filtro. Na grande maioria das vezes a água perdida é reposta, com folgas, pela água das chuvas, não requerendo a utilização de água potável para repor o nível correto da água na piscina.
 
marcadorTodo esse procedimento deve ser feito sem uso da piscina, preferencialmente no final da tarde ou início da manhã (para evitar evaporação do cloro), em geral uma ou duas vezes por semana, dependendo do tamanho da piscina, de sua utilização e das variações atmosféricas (após muita chuva, o “ph” precisa ser ajustado). 

VassouraUse a vassoura e não a mangueira para para limpar a calçada e as áreas comuns do condomínio.

Lavar calçada com a mangueira é um hábito comum e que traz grandes prejuízos. Em 15 minutos são perdidos 279 litros de água!

Reaproveite a água de outras atividades para realizar a limpeza de áreas comuns. Desta forma você economiza e obtém redução no valor da conta.